Dica de Carreira 59 – O que você fará por sua carreira este ano?

Olá, Pessoal,

Espero que estejam bem!

Você já se perguntou o que fará por sua carreira neste ano?

Não sei você, mas eu, eu adoro pensar dirigindo e ouvindo uma música… em meio a um passeio, tive um insight sobre os pedais e a carreira…ah se carreira fosse tão fácil como conduzir um carro… sonho nosso…

Carreira é complexo… tem tempo, tem causa, tem consequência… tem dor, tem alegria, tem conquista, tem fracasso…

Mas vamos tentar simplificar o tema… e compará-lo com você dirigindo e pensar no que você fará pela sua carreira este ano…

Ao dirigir um carro, precisamos ter claro o trajeto e saber conduzi-lo… não adianta sentar, sem saber para onde ir e tampouco sem saber como usar os pedais…

Já pensou se você senta, liga o motor, começa a andar e não sabe para onde está indo? Além de nunca chegar a lugar algum específico, você corre o risco de perder tempo… sabe lá, se não vai anoitecer, você vai ver ter menos visibilidade e aí pode correr o risco de cair em lugares não adequados. Pegando esta parte e pensando como isso seria na carreira, penso que seria como você não saber o que quer da sua vida… aí se a empresa te promove, te move, te mantém onde está, tudo isso serve…aí o tempo vai passando e quando você, ficou mais velho, oportunidades passaram, você perdeu o timing e aí não dá para voltar no tempo… aí quando o tempo passa e as oportunidades também, você acaba por começar a aceitar coisas sem escolher e pode cair em cilada…

Aí vamos para a segunda parte, você sabe para onde quer ir…a estrada é a que você gostaria de estar, você sabe dirigir e olha para os pedais… você deverá colocar uma marcha e acelerar, até que determine sua velocidade desejada, conforme o limite da via,  seus limites de valores pessoais e  própria capacidade do seu posante… estar sozinho ou acompanhando também influencia suas decisões… dependendo o quanto de carga tenha no carrinho, isso também poderá interferir na performance… além disso, convém aprender a usar o freio… você poderá precisar… e diz as boas práticas que frenagens bruscas são apenas em caso de emergência, caso contrário deve-se reduzir a velocidade co segurança e frenar.

Pegando esta parte e comparando com a carreira, você está em uma empresa (estrada) e sabe onde quer chegar (plano de carreira), você deve olhar para dentro de si próprio (pedais) e ver que tom você dará na sua carreira este ano… você vai acelerar, manter velocidade constante, reduzir ou frenar?  Antes de tomar esta decisão, convido a refletir sobre os aspectos seguintes…

É bem importante conhecer o que sua empresa valoriza como modelo de gestão de carreira (limite da pista) para você ver se você se identifica com isso… há empresas que são mais arrojadas, há empresas que são mais conservadoras… há empresas que permitem os dois, mas tem consequências claras… você pode ser mais conservador, mas aí ficará para trás e não há retorno…

Também é bem importante, conhecer e reconhecer seus próprios limites… como você se sente acelerando? É isso que você quer? A adrenalina de acelerar é alucinante… e viciante… aquela coisa de você acelerar e dar certo, te incentiva a acelerar mais… e você se acostuma com isso e quer mais…vale a pena? Supondo que você esteja na Bandeirantes (minha preferida) a 120 km por hora…sua capacidade pensar rápido e tomar uma boa decisão com esta velocidade não é para qualquer um… e isso na empresa é igual, crescer rápido não é para qualquer um… você tem que estar muito seguro disso e ciente dos efeitos colaterais do vício da alta velocidade e da alta autoconfiança que isso te provoca…já vi muita gente se perder… arrogância, prepotência, coração duro, fé apenas em si próprio… já vi alguns (um tanto extintos) que mantiveram valores fortes e inabaláveis… e você como reagiria?

Provavelmente você que está lendo já foi adolescente… naquela época, quantas vezes escutamos que seríamos tolos se não fossemos ousados até superarmos os nossos limites?! O que você fez? Naquela época, ainda estávamos nos formando enquanto pessoas… a esta altura não é mais aceitável sermos influenciados negativamente por provocações externas que não nos sejam favoráveis… ou nos coloque em cilada. Mas aqui é sutil… e tem reflexão… quando alguém provocar você carinhosamente sobre superar-se, aprender e extrapolar seus limites atuais, entenda o que está por trás daquela provocação na intenção da pessoa e, mais que isso e, mais importante, entenda realmente o que lhe impede de ir mais além…

Aqui vem a parte de conhecer o seu posante e analisar o seu limite de carga para poder não interferir na sua performance… Você não acelera mais por quê? Não quer ou algo te prende? Tem um vídeo lindo do Turismo da Espanha que falava assim: ‘cuanto menos cosas ponga en tu maleta, más espacio queda para las vivencias…’ quando menos coisas tenhamos que carregar, mais espaço se tem para viver… quando menos passado, mais espaço para o presente… quanto por menos pessoas você tenha que se preocupar, menos medo talvez você terá de arrojar… Descubra-te-lo! Se for preciso, compartilhe ou devolva o peso a quem de direito… Fácil? Longe disso… Pedais são mais fáceis… tirar malas do porta-mala é mais fácil…

Fato é que se os parágrafos anteriores fizeram eco para você isto é um sinal… se você não teve nenhuma reação no seu corpicho e mente enquanto lia o parágrafo anterior, aí ok… você provavelmente está satisfeito com seu ritmo… mas se ao ler você teve vontade de parar de ler e começar a agir, hum… dentro deste coração bate um ritmo no mínimo de salsa… opa… 1, 2, 3 da un pasito para frente… 😀 e você gosta mesmo da vida com emoção…

A velocidade de sua vida é você quem determina… se você acelera, reduz ou frena, entenda o porquê está fazendo isso…e decida conscientemente… porque alguém um dia, pode te questionar sobre isso e você terá a convicção de saber o porquê tomou aquela decisão…

A decisão de reduzir, não é fácil mas às vezes a vida precisa… às vezes, quando você passa por uma questão pessoal delicada (perder um membro da família ou quase, ter um problema de saúde, divorciar-se… acho que esses são os mais comuns), isso provavelmente interfere na forma como você levará sua vida pessoal e imagina sua vida profissional… E se você por tudo isso ao mesmo tempo (olha que eu conheço um caso assim….),  talvez você vai ficar mais cauteloso e até parar por um tempo, mas não permita que o medo de impeça de ousar e de vencer…

Acho que era isso… e aí, decidiu? Vai acelerar, manter, frear e mudar de pista, desacelerar?

Não importa exatamente como foi até agora… sempre digo, conte o tempo para os seus resultados a partir do momento que tomou decisões… tomou decisão de verdade: eu quero isso…ok, conte o tempo… quem toma decisões e faz sua parte de verdade não há como dar ‘errado’…; salvo, na minha forma de crer, se Deus não quiser…  mas aí, quem tem fé, sabe que não deu errado… porque também tem aquela certeza que os planos d’Ele podem ser melhores que o meu…

Se você leu até aqui, sai da telinha, vai lá e arrasa! Sinta-se carinhosamente empoderado (a) com esta mensagem… e como diz uma querida empresa por aí, a força vem de dentro… abre a comporta e deixa jorrar! Que você tenha paz, uma convicção profunda e muito discernimento para usar o seu poder.

Abraço,

Debora.

Dicas de Carreira – Reflexões de Ano Novo

Bom dia, Pessoal,

Espero que todos estejam bem!

Imagino que você já deva estar pensando nos planos para 2017, não é mesmo? É bem comum, logo que vem o Natal e chega esta semana de Ano Novo, ficarmos pensando o que queremos para o próximo ano e blá, blá, blá…

Confesso que já fui bem assim e ainda sou um pouco, mas mudei minha forma de ver a vida e de planejá-la pensando mais no agora no que no longo prazo…

Como diria uma famosa música: tudo muda o tempo todo no mundo (oooo)… a vida vem em ondas como o mar… (às vezes, tsunami…)…

Acho que eu sou uma especialista em turbulências, mas este ano de 2016 a vida me trouxe novamente à tona o quanto tudo pode mudar em um instante… e o quão efêmera é a vida…perdi um amigo querido em 45 dias e vi uma querida anja simplesmente não voltar no dia seguinte… E fiquei abismada sobre como as famílias lidaram… revoltados?! Que nada…uma força interior, uma aceitação, um senso do presente, um entendimento que esta é a vida…que foi incrível…

A gente vê o tempo todo aquelas frases lindas: carpem diem; o presente é o melhor momento e tantas outras, mas será mesmo que a gente entende e faz sentido?

Durante este ano, mais que nada aprendi…ouvi e ouvi muito mesmo e, com alegria a música de Julieta Venegas que dizia: “el presente es lo unico que tenemos; el presente es lo unico que hay…” a música é uma bela reflexão…o presente é a única coisa que temos na mão…

Temos que sonhar, fazer planos, pensar no futuro, cuidar dele… não estou falando para não fazermos isso; estou apenas convidando vocês e compartilhando a experiência de olhar para o agora e viver o hoje…

Eu não sei como está sua vida hoje… se você está empregado, desempregado, com saúde, enfermo… feliz ou triste… mas tudo isso é só um detalhe…  se você está lendo isso agora é porque você está vivo e com a chance de viver intensamente a vida… lembro de minha querida terapeuta falando: Debora, uma vida é como um exame do coração… aquelas linhas estáveis mostram a morte… um coração vivo é cheio de linhas altas e baixas…

Sabe, se quiser, ainda posso te trazer um cunho religioso…em Jó, se Deus nos dá as alegrias, devemos suportar as coisas tristes…e aceitá-las com paciência, fé e serenidade.

Aí minha gente, o que vale mesmo a pena é aproveitar o hoje e pensar no amanhã… não apenas projetar a vida para “como eu quero que ela seja”; “seria muito melhor se”… bobeira…

Se você está empregado, curta!

Se você está desempregado, vá ao cinema, faça bolinho de chuva…mas também mande os currículos… não para qualquer lugar, mande para os lugares que você realmente acha que vale a pena e mande cada currículo com concentração e oração…

Se você está de férias, descanse… descanse, descanse e estude… o futuro é reflexo do presente… tem um montão de gente sem Inglês, Excel e etc curtindo a praia, o campo e o sofá… e você?! Tira um tempo para fazer para uns cursinhos no Coursera (amo demais este site…e também estou fazendo meus cursinhos…)

Se você está bem, olha para a saúde… já marcou os médicos? Já olhou para a balança pós Natal? E seus familiares estão bem? Seus pets? Todo mundo cuidado?

Se você está dodói… curta o chamego da família, dos médicos e se cuide…aproveite, se você cre, para se aproximar de Deus…

Enfim… antes de fazer aquela lista clássica de final de ano, mude sua forma de ver a vida… o futuro é uma soma de vários hojes…o que for bom, curta! O que não for tão bom assim, aceite e aprenda…e este azedo talvez vá te apurar o gosto do doce depois que ele passar…

Depois, aí sim faz a listinha, a comum… rs… O que você vai querer para 2017?! E, só para não perder a oportunidade e o sentido do post… tem certeza mesmo que o você quer para 2017 só dá para ter em 2017? Qual seu primeiro passo que você poderia dar hoje?!

Bom… acho que é isso… ‘borá’ lá dar meus primeiros, segundos e terceiros passos dos meus desejos…

Até breve!

Com muitos votos de dias melhores para sempre! A começar por hoje!

Debora

Palestra 18/05 – Pro Jovem – ETEC Santana do Parnaíba

Olá, pessoal, tudo bem?

Hoje foi um dia incrível! O dia inteiro com uma turminha sensacional e falando sobre carreira. Meu muito obrigada:

  • Ao Pro-Jovem
  • À ETEC Anhanguera Bartolomeu
  • À turminha que compareceu
  • À minha mãe – que foi de assessora técnica 😉

Passei aqui rapidinho para dizer meu muito obrigada e postar o material para vocês, mas imaginem que minha bateria está nos seus últimos minutos… 🙂 Assim, volto em breve para escrever mais sobre a palestra!

Abaixo segue o material para download:

Caso não consiga acessar, use o link: http://pt.slideshare.net/deboramiceli/201605-debora-miceli-dicas-de-carreira-palestra-para-jovens-62166274

Ah, por fim, caso saiba de algum lugar que gostaria de/precisa receber a Caravana Dicas de Carreira, manda uma mensagem para mim… Lembro que este site e estas palestras fazem parte do meu projeto de desenvolvimento social, isto é, meu obrigada ao mundo por tudo que a vida me proporcionou. Não cobro cachê…

Um abraço no coração!

Debora.

 

 

 

Dica de Carreira 58 – Planejamento de Carreira: E se eu for demitido? 14 dicas para saber por onde começar!

demitidoOlá, Pessoal, tudo na paz? 🙏🏻

Espero que todos estejam em paz… já que o mercado está difícil e estar bem nem sempre é possível, que fiquemos em paz pelo dever cumprido e a tranquilidade de estarmos fazendo nosso melhor!

Esta dica é dedicada às pessoas que acabaram de ser convidadas a refletir sobre carreira… e estão buscando uma nova oportunidade…

Foi demitido, e agora?

  1. Tire uns dias de férias… não faça nada de cabeça quente… (Debora, eu tenho conta para pagar, sou um pai de família… e agora?), muita calma nesta alma… já passei por isso, fiquei desesperada e fiz besteira… aceitei algo que se tivesse pensado mais friamente não teria aceitado.
  2. Faça um PDCA… PDCA?! De forma técnica você pode ver na Wiki (https://pt.wikipedia.org/wiki/Ciclo_PDCA), porém traduzindo de forma mais prática -> pensa na situação vivenciada… o que você aprendeu? o que você acertou? o que você poderia fazer melhor? você notou sinais que este momento estava próximo? (quando der, vou escrever sobre isso… sinais que as coisas não vão bem… a dica que dou é que é bem parecido com o fim de relacionamentos… começa um ligeiro “te deixo para lá”, “nada que você faz agrada” – já deu para pegar o fio, né?! 😦 ). Quais são algumas lições que você notou que poderá fazer diferente na próxima oportunidade?
  3. Tome uma decisão: você quer buscar algo parecido com o antigo? Ou quer algo novo? A primeira resposta é para aqueles que tem certeza que estavam felizes com o que faziam… A segunda é para aqueles que ao longo da vida deixou algum sonho para traz e quem sabe está na hora de resgatá-lo.
  4. Monte seus materiais da batalha: aqui se trata afiar o machado… você deve estar pronto para ser rápido.
    • Currículo -> https://dicasdecarreira.com/2012/02/21/dica-de-carreira-40-ferramentas-checklist-do-cv-nao-gerencial/
    • Currículos em outros idiomas -> se você tiver fluência em outras línguas sugiro fazer o cv nelas também: pelo menos em Inglês é sempre bom ter.
    • Perfil do Linkedin atualizado (se der, em Português e Inglês)
    • Carta de apresentação ou mensagem para envio -> https://dicasdecarreira.com/2011/12/30/dica-de-carreira-22-curriculo-mensagem-para-envio-do-cv/
    • Lista de referências -> aqui sugiro você fazer um word e apenas enviar em caso de solicitação – você deverá ter 2 ex-chefes, 2 pares, 2 subordinados (se você tiver sido líder). Idealmente pergunte a essas pessoas que você gostaria de poder contar com a referência delas e se elas autorizam.
    • Lista de documentos -> seja otimista! Vai que você tem uma boa notícia e tem que sair correndo para montar a lista de docs… geralmente são sempre os mesmos: RG, CPF, Carteira de Reservista, Carteira de Trabalho, Diplomas Universitários, Comprovante de Endereço, etc… Já deixe tudo prontinho…
  5. Comece a pesquisar para onde você vai enviar o seu cv -> de preferência faça uma lista no Excel para depois poder controlar se já enviou ou não)
    • Qual são os setores que você gostaria de trabalhar?
    • Quais são as empresas deste setor que são referência em termos de tamanho? (Dica: http://exame.abril.com.br/topicos/melhores-e-maiores)
    • Quais são as empresas que podem ter um bom conjunto de atributos? (Dica: http://vocesa.uol.com.br/noticias/carreira/as-150-melhores-empresas-para-voce-trabalhar-2015.phtml)
    • Quais são as consultorias que atendem este setor ou postos como o seu? (Consultoria geralmente contrata profissionais com salários superiores a 4 mil) – Faça uma lista de consultorias (busque no Google: “executive search” “seleção de executivos” “vagas especialistas” etc)
    • Quais são os grandes sistemas de recrutamento online? (Vagas.com; Elancers; UCN, Infojobs?)
    • Quais dessas empresas têm anúncio de vagas no Linkedin?
    • Quais são os possíveis nomes do seu cargo que poderão ser usados nos anúncios? Tente fazer esta lista com e sem abreviações, em português e inglês.
    • Quais são possíveis palavras chaves que poderão ser usadas para procurar alguém como você? (ex. conhecimento de sistema “SAP”; “Oracle”;”Success Factors”)
    • Quais são as possíveis perguntas para te fazerem na entrevista?
    • Qual é o salário médio da sua área e do seu posto?
  6. Ative a Net… a rede de contatos…
    • Você sabe se tem conhecidos em alguma dessas empresas? Um ex-colega de trabalho, de faculdade, amigo, parente?
    • Você tem alguma conexão no Linkedin que você possa contactar?
  7. Ative o Job Search do Linkedin.
    • Você vai precisar usar a dica 5 deste texto. Nomes de cargo e palavras chaves.
    • Se tiver Iphone ou celular com Android, baixe o aplicativo “Linkedin Jobs”
  8. Comece a mandar os cvs  nos sites e deguste este momento. Cada cv, uma oração, um pensamento positivo!
    • A medida que você for entrando nesses sites, verifique se é possível cadastrar um “buscador de oportunidades”
  9. Comece a mandar os cvs para “pessoas” para endereços de e-mails:
    • Se você tem Linkedin você pode exportar seus contatos e fazer um belo filtro;
    • Além disso, sugiro você trabalhar com o Outlook, assim você pode até tentar fazer uma mala direta com base nos seus contatos linkedizianos.
    • Não envie mensagens com cópia oculta -> eu deleto e me sinto “só mais uma tentativa sua” e não um interesse genuíno!
    • Não envie mensagens para mim e para o mundo -> eu deleto e fico brava! Quem deixou você expor meu e-mail para todo mundo?!
    • Não envie mensagens sem um texto gentil -> poxa, eu paro para ler seu cv… que tal me mandar com a mensagem que te sugeri lá no item 4?
    • Não confunda meu nome ou tipo deixe vestígios que você reencaminhou aquele e-mail. Elegância neste momento é fundamental… um email, uma oração, um cuidado, uma chance, muitas energias positivas, muito sucesso!
    • Não envie seu cv para e-mails que não sejam corporativos… ex. o meu e-mail no Linkedin é do Gmail, vira e mexe eu recebo cv. Fico lisonjeada pela confiança… Mas não aconselho, você enviar o cv para pessoas jurídicas e não pessoas físicas.
  10. Faça sua agenda desta rotina e se prepare:
    • Qual é o melhor horário para você enviar os cvs? Quando se sente mais produtivo para isso?
    • Você consegue alguns contatos bacanas para fazer pelo menos umas 2 entrevistas testes? Uma amiga do RH, um ex-chefe? Alguém que possa dar uns toques verdadeiros?
    • Pesquisou a lista das principais perguntas? Ótimo, dedique um tempo: responda e grave e escute… Aqui é sútil: você não deve chegar igual um robô, mas convenhamos… você deve sim saber o que tem que falar e tentar ser o mais espontâneo possível. De preferência, escute no dia seguinte, certamente você vai mudar o que disse… rs
    • Vai ter que fazer entrevista em Inglês -> good! De novo, aperte o play e grave! Escute…
  11. Legal, você tem uma entrevista… (Debora, não exatamente… a esta hora, eu já estou quase parando de ler este texto e começando a fazer esta lista de coisas que você me entuchou… -> peraí, estou acabando… 😉 )
    • Com que roupa você vai? Nem mais e nem menos do que você deve estar naquele momento -> roupa cara assusta para níveis mais operacionais ou iniciantes, por exemplo. Na dúvida: seja homem ou mulher o clássico nunca falha: calça preta e camisa cor clara (gravata combinando com a camisa e meia preta – pelo amor a sua entrevista) e acessórios básicos (na dúvida, moças -> pérolas e podem ser as não originais)
    • Como você vai? Em SP, você precisa pensar bem nisso…
    • Onde você vai? Já pesquisou a empresa? Já sabe muitas coisas sobre ela? Se você falar que veio em uma Multinacional Francesa de Automóveis, uma empresa Alemã de Autopeças; um Consultoria Americana, uma empresa de Alimentos Brasileira eu juro que te diria: Não me diga?! Por favor, relevância… se você fez tudo certinho até agora, mantenha a qualidade.
    • Quem vai te entrevistar? Já deu um olhada no Linkedin da pessoa? Já viu se você tem contato em comum ou algo em comum?
    • Dica humilde sobre o kit entrevista: https://dicasdecarreira.com/2012/03/05/dica-de-carreira-41-entrevista-kit-entrevista-voce-faz-o-seu/
  12. Legal, acabou a entrevista e agora?
    • Devo ligar para o RH? No dia seguinte não… nunca, jamais… em hipótese alguma. Uma semana depois: depende… ele te deu abertura? Se sim, sim. Se não, não!
    • Devo escrever para o RH? No dia seguinte não… mas uma semana depois, pode ser sim… e-mail é sempre menos invasivo que ligar direto.
    • Vocês não me dão feedback e agora?! Pessoal, este tema é sensível… eu juro que tento dar conta de responder aos e-mails, não nem sempre consigo… meu Linkedin está atrasado, por exemplo. Vamos ser honestos… em qualquer área há profissionais bons e ruins… os ruins talvez não se importem, os bons às vezes não tem recurso que faça uma boa gestão dos contatos (tipo sistema), estão sobrecarregados com muitas coisas neste momento… não julga a gente também… pode ter certeza que muitos de nós têm a humildade de se colocar no lugar de vocês e querer tratá-los como nós gostaríamos de ser.
    • Eles me ligaram!!! -> Que super! Amém! -> Estou torcendo por  você, arrase! Revisa tudo o que fez e se prepara para as próximas etapas.
  13. Posso negociar salário?
    • Pode sim, ué?!
    • Posso pedir mais do que na última empresa? Embora o mercado não esteja bom, pedir você pode…mas se você está desempregado, sugiro você dizer seu último salário e dizer para que a empresa que você gostaria de ouvir uma proposta primeiro.
    • Se a proposta for menor? Você avaliou o pacote total? PPR? Vale alimentação? Convênios? Benefícios?
    • Continua abaixo, Debora! E agora? Vou rebaixar minha carteira? Você vai ter que tomar essa decisão… fazer isso por uma boa, eu particularmente acho que vale o risco devido aos benefícios, plano de carreira…
    • Bom, eu fico um tempo e saio… -> Não faça isso! Não aceite então… não é bom para você e nem para a empresa. Você quer um relacionamento de longo prazo? Algo bacana? Então deve começar bem… se não é o que você quer, nem começar… (pessoal, isso é uma decisão de vida minha… não gasto energia com o que não faz sentido a longo prazo… desde que passei a tomar essas decisões, evitei um monte de perda de tempo e energia)
  14. Eles me ligaram e eu fui contratado! -> Amém²! Estou torcendo por você que você seja feliz no seu novo desafio! Vai com calma, tá?! Dê aos poucos o seu melhor… saiba primeiro onde está pisando… não vai entregando todo seu potencial de cara… Para seus pares, seja primeiro querido e depois competente! Seja competente para seu chefe nos bastidores desde o primeiro dia… revise seu plano de carreira e vamos que vamos! Avise as pessoas que te ajudaram neste momento e se for o caso, presentei alguém que fez muita diferença com uma caixinha de bombom e um cartão singelo… gratidão é tudo de bom, ela está na atitude e não no preço do presente.

Bom, foi longo… mas tentei abordar todas as possibilidades de perguntas… se você gostou, comente e mande seu feedback. Se você achou que não faz sentido ou faltaram pontos, me comente também!

Sabe, não tenho como terminar se dizer algo que tocou no coração… já fui demitida e já perdi o emprego amigavelmente, doeu, chorei, desesperei, uma delas eu estava em outro país e contando com aquele emprego… sabe, na hora não entendi, porém tempo depois tenho certeza que aquilo você uma benção!

Você não é mais por ter um emprego e nem menos por não tê-lo! Você é especial… toda panela tem sua tampa e logo você terá de novo a sua! Fica em paz! Acredite em você…

Ótima semana para vocês! E que seu caminho seja iluminado!

Debora.

Dica de Carreira 57 – Planejamento de Carreira: O que faz você feliz?

performance2Olá, Pessoal, tudo bem por aí?

Espero que sim, que tudo esteja bem!

Bom, agora mesmo é um domingo à noite… apesar de ter vários posts em rascunho, este é um que estava há dias para nascer e fazia todo o sentido nascer no domingo à noite!

Houve um feriadinho esta semana que deu para descansar um pouco, não é?  Você aproveitou? Não se trata de viajar, gastar um monte de dinheiro, a pergunta foi se você “aproveitou” – “carpediou” (carpe diem -> aproveite seu dia 😉 )

Se você não aproveitou, só para te provocar, a vida passa muito rápido… e perdemos vários dias sem aproveitá-los… poético, você deve estar pensando? Não é, é real…

Mais sensível ainda é porque hoje é domingo, como você se sente sabendo que amanhã você tem que encarar seu trabalho?

Não precisa estar pulando de alegria, mas basta não sentir aquela agonia ao ouvir a música do Fantástico… ou se você, como eu, é escuta-observador e sabe que tem o comercial de “O Boticário” para marcar que o Fantástico e o Domingo acabaram. E aí como você está?

Opção A: Pensando que “Aiaiaia, amanhã é segunda… é dormir, acordar e ir para a arena.”

Opção B: Pensando que “Delícia, amanhã é segunda e vou para um lugar que me reconhece, que tem pessoas bacanas e que tenho muitos anos pela frente”

Opção C: Pensando que “Bom, não tenho tudo que amo, mas amo tudo o que tenho e vamos lá… a vida poderia ser bem melhor e será, mas isso não impede que eu repita: é bonita, é bonita e é bonita”

N.d.a -> adoraria estar pensando no que fazer amanhã, porém neste momento, você está no acostamento do mercado de trabalho. (Aproveite seu dia mesmo assim, eles não voltam… e este momento pode ser fundamental para você se fortalecer)

É… se você escolheu a opção A só para dar uma reforçada, você deve estar sofrendo, jogando dias fora que nunca mais voltarão… que você aceitar isso não significa ser forte, ao contrário… já parou para pensar sobre porquê você aceita esta situação? Medo do novo?

Se você escolheu a opção B, você tem sorte meu caro… ou cara, não consigo mensurar quantas pessoas devem estar esta bonança como você, mas ajoelha e agradece… você é um privilegiado! Desejo do fundo do meu coração que você aproveite muito este momento e valorize.

Se você escolheu a opção C, você tem maturidade e conta para pagar, não é?! Sim, você tem sorte também… você vive uma relação normal com seu trabalho, altos e baixos e talvez você esteja no momento “baixo”… embora se sonhe com reconhecimento, carreira e etc, trabalho é trabalho… alguém te paga por algo que você faz… é a venda de suas horas, uma relação profissional que deve ter equilíbrio entre razão e emoção.  É nesta letra C que você deveria estar no mínimo…

Aqui entra a pergunta do post: o que faz você feliz? Já parou para pensar?

Porque na real você só vai ter ânimo para acordar segunda-feira se você fizer algo que te deixa feliz… Você pode viver uma lua de mel com seu trabalho, mas cedo ou tarde, talvez sinta o gosto de não ser reconhecido tanto quanto gostaria; de não ter os recursos que você gostaria; de não ter o apoio que você precisaria; de não trabalhar com quem você gostaria; de não receber quanto você acha que deveria… aí você vai ficar corajosamente de frente com a verdade: isso é um trabalho, onde eu passo a maior parte do meu dia, deixo minha família por isso aqui, violo minha saúde muitas vezes por causa daqui…vez ou outra levo para casa e até durmo com isso aqui… é trabalho, você toma um tempo maior do que me dou a mim mesmo… maior do que doou a minha família… E aí?!

E aí, desejo que quando estiver bem cansando… ainda exista forças para recomeçar… (Parece Frejat?! Ah, é sim…)

Bom… extenso o texto… eu estava com saudades de escrever, eu gosto disso… isso me faz feliz… e aí é que você percebe a diferença… Poderia estar com minha família, mas estou aqui… só que isso me recarrega, isso me faz pulsar e quando volto para eles, volto inteira, volto forte… Volto consciente que não me ausentei, mas sim conciliei tudo que me faz feliz…

Certa vez um chefe-mentor muito querido me disse assim: “Debora, a vida é cheia de altos e baixos… não dá para ser feliz o tempo todo, mas o segredo da vida é ter a maior quantidade de momentos felizes… é descobrir o que te faz feliz e começar a preencher a vida com essas coisas”… Sem mais, né?!

Não… tem mais… rs… :-D… Faça sua lista… não menospreze “o quê”, bota tudo na lista… cozinhar, estar com animais, fazer piadinhas, jogar bola… escrever textos, falar com pessoas, lavar roupa, enfim… faz uma lista com pelo menos umas 20 coisas que te fazem feliz…

Pode acreditar, tudo isso dá para ser remunerado… porém este vai ser o segundo passo. Vamos manter a poesia por hora… Depois a gente capitaliza… Se você tiver algo inusitado que acha mesmo que não dá para ganhar dinheiro, me escreve que eu vou pensar e te respondo.

Vou entrar em férias em alguns dias, aí volto aqui e escrevo a parte dois… fica tranquilo que até o final de maio eu volto… P-R-O-M-E-T-O… só se me acontecer algo…

Domingão! Hora de descansar, recarregar as baterias para amanhã colocar para o mundo o nosso talento!

Para dedicar nossas horinhas preciosas com dignidade, gratidão e alegria!

Lembre-se seja feliz… os dias não voltam…

Nos “vemos em breve”.

Felizes dias para você,

Debora.

 

 

 

Palestra – Gestão de Carreira

Olá, Pessoal,

Espero que estejam bem!

O material que ministrei na palestra dos sábados estava na dica 52, para facilitar segue aqui abaixo.

 

O modelo de Plano de Carreira está na dica 55: https://dicasdecarreira.com/2015/09/05/dica-de-carreira-55-planejamento-de-carreira-modelo-de-plano-de-carreira/

O modelo de Currículo está na dica 40: https://dicasdecarreira.com/2012/02/21/dica-de-carreira-40-ferramentas-checklist-do-cv-nao-gerencial/

Um abraço e sucesso a todos!

Debora.

Dica de Carreira 56 – Dica de Leitura: Pipeline da Liderança – Ram Charan

Pipeline da LiderançaOlá, Pessoal,

Desejo que tudo esteja muito bem com vocês!

Ler para mim é um momento sublime, gosto muito de leitura e sobretudo útil e realista.

Tem alguns livros que recomendo para o pessoal que vou postando por aqui ao longo do tempo…

Um livro bem importante para quem quer uma carreira executiva é o livro Pipeline da Liderança do Ram Charan.

Pipeline, em uma tradução para fazer mais sentido aqui, seria um tubo condutor de um estágio ao outro. O livro explicar as diversas passagens na carreira: desde você sendo o “contribuidor individual” que é aquele que recebe tarefas e executa ao mais alto nível de liderança.

Vale a pena ler! Recomendo inclusive que você se foque no estágio de carreira que estiver. Se você for gestor de primeira viagem este livro é imprescindível: leia a primeira passagem para evitar os erros básicos e comuns de quem “não vira a chave”.

Ah, aproveito e coloco o vídeo sobre o tema da AfferoLab que lhe dará uma visão geral:

Sucesso e boa sorte!

Abraço,

Debora.

Dica de Carreira 55 – Planejamento de Carreira: Modelo de Plano de Carreira

performance2Olá, Pessoal,

Espero que esteja bem!

Atendendo a milhares de pedidos :-D, passei o plano de carreira para o excel…

Anexo no link a seguir: Template_Plano de Carreira_v201509_v0.1 (Pode baixar tranquilamente o arquivo 🙂 )

Template_Plano de Carreira_v201509_v0

Projeção Salário e Idade

Atenção:

  • Há algumas células em cinza que não devem ser editadas.
  • A parte de salário você pode projetá-lo mexendo no aumento – isto é, apenas na linha 6. Ou você pode editar a linha 5, fixando o salário que deseja -> neste caso, você terá de editar a fórmula.

Lembre-se de que o Plano de Carreira é um norte… a vida pode te surpreender fazendo melhor do que está lá! Como também podem haver coisas que não aconteçam… fique atento (a) aos sinais da vida… e acredite: o melhor para você sempre vai acontecer.

Um grande abraço,

Debora.

Refletindo com a alma 01 – Recorte de “O Tao” de Dadi Janki (BK)

Olá, Pessoal,

Distante daqui fisicamente, mas não em pensamentos… Meus votos que você que esteja lendo esteja bem sempre!

Estava fazendo uma leitura que realmente mexeu com os sentidos, seguem alguns recortes sobre “O Tao” de Dadi Janki da Brahma Kumaris.

Não vou falar muito: sobre ela, a BK e o texto, propositalmente… se te encantares, te instigo a buscar mais…

“SIMPLICIDADE

Conhecer os outros é sabedoria;
conhecer a si próprio é iluminação,
ter maestria sobre outros requer violência;
ter maestria sobre si próprio requer força.

Estar feliz onde você está é estar contente,
estar contente é estar eternamente presente,
estar eternamente presente é O Caminho.

*
Aqueles que sabem não falam.
Aqueles que falam não sabem.

Mantenha sua boca fechada,
proteja seus sentidos.
Abrande sua rigidez.
Simplifique seus problemas.

Acautele-se sobre qualquer situação
que requeira novas vestimentas.

Aquele que atingiu esse estado é feliz com amigos e inimigos,
está confortável com o bom ou com o mal,
com a honra e a desgraça.

Este é o mais elevado estágio do homem.

*
As cinco cores cegam os olhos.
Os cinco sons ensurdecem os ouvidos.
Os cinco sabores entorpecem o paladar.

Ter e perder irrita a mente.
Coisas preciosas guiam para fora do caminho.
O sábio, portanto, é guiado pelo que sente, e não pelo que vê.
Ele abandona aquilo e escolhe isto.

*

Esvazie-se.
Deixe a sua mente descansar.
Todas as coisas do mundo sobem e descem
enquanto a alma observa o retorno.
Tudo cresce e floresce e, então, retorna à sua origem.
Retornar à origem é quietude.
Isso é imutável, eterno.
Conhecer essa constância libera a mente.

Uma mente livre gera um coração aberto.
Com o coração aberto, você agirá com realeza.
Sendo real você alcançará o divino.
Sendo divino você será, verdadeiramente, você.
O seu eu eterno.

O corpo morre.
A alma nunca morrerá.”

 

“RESPONSABILIDADE

Aceite sua vida com vontade,
aceite obstáculos como parte da condição humana.

O que você quer dizer por ‘Aceite sua vida com vontade’?
Navegue as ondas altas e também as baixas,
não se preocupe com perdas ou ganhos.
Isso é ‘Aceitar sua vida com vontade’.
O que você quer dizer com ‘Aceite obstáculos como parte da condição humana’?
Obstáculos são parte do seu aprendizado.
Sem obstáculos, como poderia haver vida?

Renda-se com vontade;
então, a você poderá ser confiado cuidar de todas as coisas.
Ame o mundo como a si mesmo;
então você poderá, verdadeiramente, cuidar de todas as coisas.

Quando a Verdade é perdida,
surgem a caridade e a autojustiça.
Quando a inteligência e a sabedoria nascem,
começa o grande fingimento.

Conheça a força do homem,
mas mantenha o cuidado de uma mulher!
Seja a correnteza do universo!
Sendo a correnteza do universo,
Sempre verdadeiro e leal,
torne-se, novamente, uma criança.

Conheça a honra,
e mantenha a humildade.
Seja o vale do universo!
Sendo o vale do universo,
sempre verdadeiro e versátil,
retorne ao estado de uma pedra pronta para ser esculpida.

Quando a pedra está esculpida,
ela se torna útil.
Quando o sábio a usa, ele se torna o governante.
Enfim, “um bom alfaiate, portanto, corta pouco.

O melhor bem é como a água.
Flui por lugares que os seres humanos rejeitam.
Dá vida sem nenhum esforço.

Portanto:

Na habitação, permaneça próximo à terra.
Na meditação, vá fundo no coração.
No trato com outros, seja gentil e amável.
Na fala, seja verdadeiro.
Na governança, seja justo.
Nos negócios, seja vigilante.
Nas ações, preste atenção ao tempo.
Deixe seu coração ser como a água.
Ela fluirá por lugares que os seres humanos rejeitam.
Ela trará vida sem nenhum esforço.”

Fonte: Brahma Kumaris (2015) – Acesso em 09/08/2015 – Disponível em:<http://www.brahmakumaris.org/brazil/brazil/news-and-media-pt/articles-pt/faq.2007-12-10.0025582657/typea.2007-12-10.0626108052&gt;

 

Dica de Carreira 54 – Planejamento de Carreira: 10 perguntas antes de buscar uma nova oportunidade…

Olá, Pessoal,frases-de-reflexao-36

Espero que estejam bem! 😀

Muitas pessoas me perguntam como procurar um emprego…procurar um emprego é simples… mas não recomendo!

Recomendo buscar algo que te faz pulsar…que te faz acordar todos os dias com aquele sentimento: Bom dia para você que ama o que faz! Aí você será incrível e viverá experiências incríveis…Viver é mais do que deixar passar 24 horas… Viver é ser protagonista de sua história!

Só que: é preciso ter tempo para buscar essas respostas que, posso dizer, não virão em um dia…

Antes de buscar uma empresa, um trabalho ou qualquer coisa do gênero é preciso descobrir o que realmente você quer…

Certa vez, estava nesta busca… e comecei a elencar o que faria meu coração feliz… o que eu poderia fazer que eu pudesse ser eu mesma…não tinha escolhido “a empresa A”, tinha escolhido valores que eu gostaria de usar no meu dia a dia, uma função que eu pudesse me sentir útil e fazendo de uma forma que, modéstia a parte, eu faria “como ninguém”, como seriam as pessoas que eu gostaria de trabalhar… eis que depois de um tempo fui sintonizando a frequência destas escolhas… E acredite, você pode ser surpreendido: mais que sonhava, baby… 😀

Talvez em algum tempo, possa ser preciso revisitar tudo isso, afinal a vida vai mudando…Porém, considero que as perguntas que vou compartilhar com vocês têm uma profundidade grande, quase como se fosse ver a essência de sua alma… e aí, mudar, mudar, acho que não… talvez pequenas atualizações…

É preciso começar a pensar de uma forma diferente na carreira, certeza que a segunda vez será mais fácil… a primeira sempre requer mais esforço… Vamos lá…, a seguir, compartilho 10 perguntinhas simples para começar a brincadeira:

  1. O que faz você feliz?
  2. Você tem ideia de sua missão de vida?
  3. Onde você quer chegar?
  4. O que você está buscando é para quanto tempo? 1 ano, 2 anos, 3 anos, 10 anos?!
  5. Como estará sua vida neste período que você respondeu na questão anterior?
  6. Qual poderia ser um trabalho que você pudesse ser você mesmo (a)?
  7. Como você gostaria que fosse sua rotina? Aliás, você quer rotina ou algo desafiador?
  8. Com que tipo de pessoa você quer trabalhar?
  9. Quais valores você quer usar no seu dia a dia?
  10. Como você gostaria que as pessoas falassem a seu respeito? (Imagine algumas pessoas falando sobre você… o que gostaria de ouvir?)

Enfim… olhe para dentro, antes de olhar para fora…

Quando achar essas respostas, aí sim… dê um próximo passo que é pesquisar mais informações sobre este tal “trabalho” que você busca..

Essas perguntas fazem parte da seção “Autoconhecimento” da dica 52. Porém, muita calma nesta hora… foca nesta parte que você já vai ter trabalho… Depois você vai para a parte de pesquisa. (Acesse: https://dicasdecarreira.com/2015/02/15/dica-de-carreira-52-material-planejamento-de-carreira/)

Muita paz, coragem e foco nesta busca!

Abraço,

Debora.